marcia.cdcp@gmail.com ModificabilidadeHumana e
AprendizagemMediada
ReuvenFeuerstein AumentarFonteaa+a+

Artigos

AprendizagemeTransferência* MeirBen-Hur**


Comotransferiraaprendizagem?Oseducadoresprocuramdesesperadamenteporrespostas.Alémdaeducação,esteéumdostemasfundamentaisdeváriasentidadessociaisnasquaisatransferênciadeaprendizagemévital.Educação,treinamento,psicoterapia,mesmopersuasão,sãopráticasvaliosasquandoaceitamosapressuposiçãodequeaaprendizagemsetransfere.


Arevoluçãocognitivadoséculo20adicionouumaimportantedimensãoàquestão.Aorientaçãopositivistasobreaconstruçãodoconhecimentofoisubstituídaporumavisãorelativista,naqualsefocamascondiçõesquepermitematransferênciadasexperiênciasaprendidas.

Hámaisdeumséculo,Kantsugeriuqueamentecomoórgãoativotransformaaexperiênciaemumsistemadepensamentoqueafetanovasexperiências.Estaproposiçãotemsidoopilardapsicologiamoderna.Odesenvolvimentocognitivopassouaservistocomoabasedealgumashabilidadescognitivas;aeducaçãopreocupa-secomodesenvolvimentocognitivo.Seaaprendizagempromoveodesenvolvimento,entãoprecisamosidentificaratransferênciadaaprendizagemnomodocomoossistemasdepensamentoformamnovasexperiências.Comestemodeloreferencial,abraçamosoconstrutivismo.


Oconstrutivismoinfluenciouafilosofiamaisdominantedapsicologiaeaeducaçãocognitiva(trabalhosiniciaisdePiagetde1930a1940).Analisa-seaaprendizagemcomoumprocessodereconstruçãocognitiva.Osadultos,quandodesafiadosporexperiênciasincongruentes,podemconstruirnovossistemasdepensamentoparasubstituirosanteriores.Quandonovashabilidades,conceitos,significados,atitudesedisposiçõesestãocristalizados,elessubstituemosantigos,determinamaperformancecognitivadapessoaeformamabaseparaumafuturareconstrução.Assim,oseducadoresdevembuscarosmeiosmaiseficientesparadesenvolverossistemasapropriadosdepensamento,cristalizá-losetorná-losflexíveisparaadaptaçãoemcondiçõesvariáveiseaprendizagemfutura.

Paracompreenderaaprendizagemetransferência,faz-senecessárioumateoriaqueexpliqueointer-relacionamentoentreosdois.Entretanto,hápoucaspesquisassobreosassuntosinterligadossegundooconstrutivismoe,emsuamaiorparte,osestudossobretransferênciasãoindependentesdaspesquisassobreaprendizagem.Apesardisto,aspesquisassãoimportantesparadefenderourefutarasteoriasatuaisdeaprendizagemetransferência.


1.Teoriaunificada
Ospesquisadoresapontamdoistiposdetransferênciadaaprendizagem:alateraleavertical1.Atransferêncialateralégeralmentedefinidacomoatransferênciadehabilidadeseconceitosatravésdesituações(analogias);eaverticalcomoatransferênciaentreconceitosouhabilidadesdebaixonívelparaaltonível-umacompreensãoprofundadanaturezadascoisaseseusrelacionamentos.Algunspesquisadoressugeremqueatransferêncianormalmenteéainteraçãoentreosdoistipos.

AdespeitodasconclusõesdeThorndike,segundoasquaisatransferênciadependedesituaçõesquecompartilhamelementosidênticos,pesquisadorestêmdocumentadocasosemqueatransferêncialateralocorreuquandoestudantesreconheceramaexistênciadeumrelacionamentoentreaexperiênciaaprendidaeumanovaexperiência,adespeitodafaltadeelementosidênticos2.


Atransferênciaverticalrepresentaareconstruçãodeconceitoseacompreensãoprofundaqueintegradiferentesaplicações.Trêstiposdepesquisassobretransferênciaverticalsãocompatíveiscomanoçãoconstrutivistadeumahierarquiadehabilidadesouconceitos.Umtipoestudaasdiferençasentreexpertseiniciantes(KayeBlack1985;Silver1979).Osresultadosconfirmamqueosexpertspossuemumarepresentaçãomaisprofundaeabstratadosproblemas,processosesoluções,doqueosiniciantes.Umsegundotipoconcluiqueexistemdefatohierarquiasdehabilidadeseconceitosdedesenvolvimento(Ferrara1986).Umterceiro,misturandoresultados,examinaseaprenderogeralouabstrato,regrasouconceitos,talcomoemestatísticaoulógica,ésuficienteparaatransferênciaparavárioscontextoseconteúdos(LehmaneNisbett1990;JacksoneGrigs1988).Emboraalgunsestudosmostrematransferênciaemmuitoscasos,outrossãodesapontadores.


Pesquisasrecentessãomaisecléticas.Psicólogos,preocupadoscomodesenvolvimentomotor,mostraramqueocrescimentorequertantotransferêncialateralcomovertical.Thelen(1994)mostrouquecaminhardependedehabilidadesespecíficasdenão-caminharcomodecaminhar.

Osestudosdiferememsuadefiniçãodeaprendizagemedoqueconstituievidênciadetransferência.Masospesquisadoresconcordamqueatransferêncianãoéumprodutodeaquisiçãoautomáticadasexperiênciashumanas.Aspesquisasapóiamaidéiadequepelomenosumacondiçãoparaatransferência,alémdassituaçõessimilares,dependedeumareconstruçãobemsucedidadeconceitosehabilidades-atransferênciadependedaqualidadedaexperiênciadeaprendizagem.

Aprendizagemmediadaetransferência Oconceitodeaprendizagemmediadapodeserencontradosobdiferentesformasnotrabalhodefilósofos,psicólogos,educadores,sociólogos,antropólogos,lingüistas,aolongodemuitasdécadas.MasamaiorelaboraçãodesteconceitovemdospsicólogosLevVygotskyeReuvenFeuerstein.


Osconstrutivistasmaisantigossustentamqueaaprendizagemmediadapoucocolaboraparaareconstruçãodossistemasdepensamento(schemata).Acreditamqueareconstruçãoéumprodutodaauto-descoberta(InhelderePiaget1958).EsteargumentofoirejeitadoporVygostkye,demaneiraindependente,porumdosalunosdopróprioPiaget,ReuvenFeuerstein.Vygostsky(1978)propôsquetodoníveldedesenvolvimentohumanoéumprodutodaaprendizagemquecomeçacomoumprocessointer-psicológico(entrepessoas)econtinuacomoumprocessointra-psicológico(dentrodapessoa).Feuersteinargumenta,demaneiraparecida,queofatormaissignificativododesenvolvimentocognitivo,especialmentenodesenvolvimentoinicial,éaaprendizagemmediada.Ambosacreditamqueaaprendizagemmediadafomentaaconstruçãodeconceitosehabilidades.Maisainda,ambosconsideramahabilidadeparaconstruiroureconstruirconceitosehabilidadescomoumprodutodaaprendizagemmediada.NavisãodeFeuerstein,flexibilidadeestruturalemodificabilidadesãoprodutosdaaprendizagemmediada(EAM).


Diferentementedaaprendizagemdesfocada,quepodeserproduzidapelaexposiçãodiretadaspessoasaosestímulos(objetos,eventos,dados,materialdeleituraeoutrasfontesdeinformações),asEAMssãoexperiênciasdeaprendizagemsistemáticaseintencionaisnasquaisummediadorfacilitaareconstruçãodosistemacognitivo.Aorientaçãoeadireçãodareconstruçãonãoestãoimplícitasnosestímulos;maisainda,sãoacontribuiçãoúnicadomediador(Feuerstein,1991).Osmediadoresfacilitamodesenvolvimentodeidéias,significadoseníveiselevadosdecompreensão.Elesajudamoestudanteaevoluiralémdoconcreto.Aanálisedoconceitodemediaçãosugereprincípiosimportantesparao"ensinarparaatransferência".

Ensinarparaatransferênciaoumediação Osprocessosparaumacompletareconstruçãocognitivaestãobaseadosemcincoprincípios(Fig1).


1)Aaprendizageméalcançadasomentequandoumahabilidadeouconceitoécristalizado.Portanto,aaprendizagemprecisaincluirpráticasuficiente.


2)Osprofessoresprecisamusarumavariedadedeconteúdosecontextoscomoumveículoparaadescontextualizaçãodashabilidadesouconceitos.


3)Odesenvolvimentodeumacompreensãomaisprofundaporpartedosestudantes(significado)deveserfacilitadopelaorientaçãodediscussõesreflexivasporpartedoprofessor,acompanhandoasexperiênciasdeaprendizagemdosestudantes.


4)Osprofessoresdevemguiarosestudantesparaconectarnovosconceitosouhabilidadescomasexperiênciaspassadasdosestudantes(recontextualização).


5)Osprofessoresdevemencorajarosestudantesarealizarsituaçõesemqueashabilidadesouconceitosrecémadquiridostornem-seúteis.


Prática

OtemaesquemacognitivoouestruturacognitivafoidefinidoporPiagetcomocomportamentoscognitivoscristalizadosouenraizadosnohábito.Novoscomportamentosouconceitosnão"habituados"pertencemà"zonadedesenvolvimentoproximal",segundoVygotsky.Taiscomportamentosnãosãoconsistenteseseperdemsenãoforemreforçados.Comportamentoscognitivoscristalizadossãoconsistenteseresistemàsmudanças.

Oestabelecimentodenovoshábitoscognitivosouconceitoseacorreçãodecomportamentoscognitivosinapropriadosouconceitosfalhos,requerempráticasuficiente:exercíciosistemáticoqueenvolveaplicaçãorepetida.

Contudo,apráticaenvolveotempo.Portanto,freqüentementeelaéaprimeiraasersacrificadaporprofessoresquandosuspeitamqueestão"saindofora"dashorasdefinidaspelocurrículo.Osprofessoresinterrompemapráticaquandojulgamqueum"razoável"númerodealunos(talvezumacertapessoa)alcançouumdomíniosignificativosobreoassunto.Nãoéraro,deixarem"estaparte"doaprendizadoparatarefadecasa,oquenemtodososalunosconseguirãorealizar(Hunter1982).


ProgramasbemsucedidoscomooProgramadeEnriquecimentoInstrumental(PEI),deFeuerstein,demonstramparatodosoretornodoinvestimentodaprática.Mostramashabilidadessedesenvolvendoemcurvaenãonumaprogressãolinear,oquetendeaaliviaraansiedadedosprofessorescomrelaçãoaoiníciomaislentodaaprendizagem.


Apráticapodeserdesafiadora(nemmuitofáciloudifícil),comexercíciosquecrescemgradualmenteemníveisdecomplexidadeenovidade,demodoamanteraexcitaçãodoaluno,evitararepetitividade,semprepropondoumjeitodiferentedefazeramesmacoisa.Devemfornecerexperiênciascommuitasvariaçõeseconteúdosnãosimilaresenquantomantêmofoconaaplicaçãodomesmoconceitoouhabilidadedesejados.Devemevitarosexercíciosdotipo"questãofechada".Muitaspráticassãoapenaspreparaçõesparaprovas!


2.Descontextualização-distânciaentreocontextoconcretodaaprendizagem
Odesenvolvimentodametacogniçãoconstituiumaparteimportantedoprocessodeaprendizagem.Porsuanatureza,asfunçõesmetacognitivas(Brown,1983)devemestarlivresdocontextodaexperiênciadeaprendizagememsi.Suaqualidadeédeterminadapeladistânciadaexperiênciaconcretaqueconstituiaaprendizagem.Porexemplo,seesperamosqueosalunosdesenvolvamoconceitodeadiçãoesubtração,estasoperaçõesprecisam,primeiro,serdescontextualizadasdesuaaplicaçãoimediatanamentedoaluno.Istoéverdadenãosomentenanaturezacognitivadahabilidadeaprendidacomotambémemsuamotivaçãoparausartaisconceitosehabilidades.


Feuersteinexplicaqueaautomatizaçãodoesquemaéobtidaquandoseumotivoéintrínsecoaquemaprende,istoé,quandoestáconectadocom"osistemainternodenecessidadesquesetornoudestacadoeindependentedasnecessidadesextrínsecasqueinicialmenteproduziramaaprendizagem"(Feuerstein1979).Osmotivosquefacilitamasexperiênciasdeaprendizagemestãoassociadosasituaçõesecontextos.Estãoligadosouarecompensassociaisouanaturezadetarefasespecíficas,nãoaovalortranscendentedaaprendizagem.Paraovalortranscendentedanovahabilidadesermotivadordeveprimeiroserreconhecidopeloaluno.Estereconhecimentoéconhecidopordescontextualização.


Existempelomenosduascondiçõesparaumadescontextualizaçãobemsucedida.Osalunosprecisamexperimentarvariadasaplicaçõesparasuasnovashabilidadesouconceitos.Porexemplo,umalunodoprimárioprecisapraticarnãosóosistemadeigualdadecomumavariedadedeproblemascomoaindapraticaroutrossistemasderepresentaçãoparaadiçãoesubtração.Podemusardiferentestiposdemanipulaçõeseprodutosfeitospelosestudantes.Precisamtambémreconhecerasrelaçõesentreasváriasrepresentaçõeseidentificarsuassimilaridadesnosnovostermosdeadiçãoousubtração.


Umprocessoreflexivoseguidodapráticapodelevaràinduçãoeconcepçãodefunçõesmetacognitivas.Esteprocessopodeserfacilitadopordiscussõesdesenhadaspeloprofessorcomoobjetivodedescontextualizar.Asdiscussõeslidamcomatividadesdeaprendizagemtaiscomoplanejamento,monitoramento,comparação,classificação,sumariação,avaliaçãodeexperiências,revisãodeerros.


Arevisãodoserroséumaimportantefontedeinformaçãotantoparaoalunocomoparaoprofessor.Comportamentosdeensaioeerrosãonossosconhecidos.Emmuitoscasos,elesrefletemumafaltadeinsighteafragilidadedosconceitosrecémdesenvolvidos.Aconsideraçãodoserroséimportanteparaaavaliaçãodenovashabilidadesouconceitoseparaodesenvolvimentodaestruturametacognitivacorrelacionada.Oserrosfornecemcontextosimportantesparaaaprendizagemmediada.Omediadorencorajaoalunoaavaliarseutrabalhoeaexplicá-lo,compará-locomodeoutrosestudantes,identificareexplicarasdiferençaseoprocessopeloqualoproduziu.Analisaroserrosdosalunospodelevaraoprocessodedescontextualização.Entretanto,adescontextualizaçãonãoresultaautomaticamentenodesenvolvimentodosignificado.


3.Desenvolvimentodosignificado(conceitoouprincípio) Osalunosprecisamaprenderadesenvolversignificadoscapazesdemanterunidassuasexperiênciasdeaprendizagem.Quandoaspessoasdesenvolvemprincípiosquesãogeraisesignificativos,elassetornammaisaptasaaplicarnovosconceitosouhabilidadesrelacionadasnumavariedadedesituações.Entretanto,opapeldosprofessoresparataisprincípiosé,emgeral,temadedebatesentreeducadores.Algunsespecialistasacreditamqueosprofessoresdevemensinarexplicitamenteosprincípios,eoutrosdefendemqueosalunosdevemdescobri-los.


Aidéiadequeprincípiosouconceitossuper-ordenadosabstratosintegramnossasexperiênciaséaceito.EstanoçãoéoincentivoparaaindústriadecincobilhõesdedólaresdeconsultoriaemeducaçãonosEstadosUnidos.Estaindústriavendeprincípiosdecomportamentospoderososqueprometemmelhorarooutputhumano.Osresultadosnemsempresãotãopoderosos.


ObserveociclodesoluçãodeproblemasdeShewhart(Fig2)utilizadoemtreinamentosorganizacionais(Michael1992).Estemodelodeprincípioscomportamentaissemdúvidaémuitoválido.Mas,oresultadogeralépobre.Ostreinandosaprendemarespeitodosprincípiosmasnãoosaplicamemsituaçõesreais(Beer1993).Éclaroqueénecessárioqueosignificadosedesenvolvacomopartedasexperiênciasdeaprendizagemguiadasenãopodesersimplesmente"ensinado".

Oconstrutivismotradicionaldescreveasaçõesapropriadasdoprofessorbemmaisnumsentidopassivo:respeitaridéias,promovercolaboraçãoentreosalunos,aceitareencorajaridéias,fazerperguntasabertas.Emcontrastecomoconstrutivismotradicional,quesustentaqueaaprendizagemédirigidaintrinsecamentepelapessoa,ateoriadaEAMdeFeuersteinrequerqueoprofessorseinterponhaentreoalunoesuasexperiências.Paramuitosalunos,aaprendizagemsignificativaeodesenvolvimentodenovosconceitosnãopodemacontecersemmediação.Osprofessorescontribuemparaaaprendizagemsignificativafazendoperguntasquedeoutramaneiranãopoderiamemergirnamentedosestudantes.Elespedemqueosestudantesolhemparatrásquandoestãoindoparaafrente;paraanteciparquandoestãofixadosnopassadooupresente;paracompararumaexperiênciacomoutrasquandosatisfeitoscomumepisódiooucomosprópriosresultados.Pedemqueosalunosnomeiemsuasexperiênciasedefinamosprodutosdesuaaprendizagemquandoosalunospensamquecompletaramsuastarefas.Pedemparadarexemplosparasituaçõesemquesepodeaplicaroaprendido,sendoqueosalunosjáquerempular"paraopróximocapítulo."Osprofessoresajudamosalunosaverbalizarprincípiossignificativosnamedidaemqueosdesenvolvem.


4.Recontextualização
Arecontextualizaçãoéaatribuiçãodenovossignificadosaosobjetos,eventos,ousentimentosdopassadoouexperiênciasatuaisnãopreviamenterelacionadas.Arecontextualizaçãoéumatomental.

Comoprofessoresfreqüentementeacreditamosquenovosprincípiossignificativosnãonecessariamente"viajam"muitobemnasexperiênciaspassadas.Aexplicaçãoésimples.Osalunosprecisamdesaprenderasconexõespassadasdemodoapermitirquenovosconceitosreconectemsuasexperiências.Seamentecriarnovascategoriasesubcategorias,novosconceitoseprotótipos,entãoelaprecisaráreprocessarereorganizarasexperiênciaspassadas.


Amemóriadosalunosnãoestáprontamenteorganizadaparaacessarsituaçõesexperimentadascomoexemplodeconceitos,habilidades,disposição,crençasesentimentos,recentementeadquiridos.Primeiroprecisamdesaprenderasconexõespassadas.Comoosprofessorespodemfacilitaresteprocesso?Pedindoparaencontraremexemplosnovoprincípio.Noentanto,osprofessoresnãocostumamesperamotemposuficienteparaqueoprocessosecomplete,antesdedaremseusprópriosexemploseexperiências.Osalunosprecisamdetempoparapensareosexemplosnãoencontradosporelesmesmosnãoosajudarãoaformarnovasconexões.Esperar,darumtempo,écrítico.Maisainda,osexemplosdosprofessoresemgeralservemapenascomonovosprotótiposelevamadiscussãoparalongedasbasesdaformulaçãodeprincípios.Osprofessorespoderiamfacilitarapesquisadosestudantesdeoutrasmaneiras.


Poroutrolado,encontrarumaaplicaçãoparticularparaumprincípiosignificativonãodeveserconsideradocomoumfimemsimesmo.Podefornecerosmeiospelosquaisosestudantestestamoprincípioqueconstruíramoupelosquaisganhamuminsightmaisprofundoemsuaaprendizagemquelhespermitiráreformularosprincípiosemsi.Osprofessoresdevemsecertificardequeosestudantessejamcríticosarespeitodosexemplos,queexaminemarelevânciadecadaexemploousuaincongruênciacomoprincípio.Nestesentido,ovalordoprincípioétambémdeterminadopelavariedadedesuasaplicações-osprofessoresdevemencorajarosalunosaencontrarexemplosdiferentes.Are-evocaçãoeconexãodopresentecomoconhecimentoanteriordeveacontecernamentedoaluno.

Arecontextualizaçãodeumprincípioestágeralmentelimitadaaexperiênciaspassadasepresentes.Arealizaçãodeumprincípioéaligaçãodoprincípiocomfuturasaplicações.


5.Realização
Envolveaenaçãodeumahabilidade,disposição,sentimentoouconceitorecémaprendido.Emgeral,oseducadoresconsideramarealizaçãodemaneirapassiva,significativasomenteparaomonitoramentoeavaliaçãodaaprendizagem.Aspesquisasmostramquearealizaçãorequerconsistênciadasexpectativas,apoioemesmo"coaching"dosprofessores

Certavezfuiapresentadoaumgarotode14anoschamadoChad.Disseram-mequetinhaproblemasdecomportamentoefracassounaescola.Umrapazmuitointeligentecomgrandemotivaçãopelosucessoacadêmico.Masfiqueiaindamaissurpresocomsuarespostaquandolhepergunteicomoeleexplicariaqueumapessoatãológicanãofossebemnaescola.Elemedissequeosucessoacadêmiconãotinhanadaavercomserlógico.Paraele,aprenderéumprocessomundano,reprodutivo(istoé,"clonar"oprofessor").


Oqueserianecessárioparatornaraaprendizagemlógicaecriativa?Consistênciadasexpectativasdoprofessorcomaperformancedeestudantesinteligentes;umambientequereforçaounãopenalizatalperformanceinteligente;umsistemadevaloresepadrõesqueapóiaaaprendizagem;umambientequefomentaabuscadenovasaprendizagens.OsprofessoresdeChadtinhamumaopiniãodiferentedesuashabilidades.EChadtinhaumaopiniãodiferentedesuasprópriashabilidades,diferentespreferênciasporseusprofessores,esuaperformanceerainconsistente,mesmodentrodeumamesmaáreadeconteúdo.Chaderaaparentementeumavítimadaseverainconsistênciaedescontinuidadedeseuambienteescolar.


Sumário
Ensinarparaainteligênciaéumatautologia.Deacordocomasteoriasconstrutivistas,aaprendizagemsignificativasempresetransfere.Seatransferêncianãoéevidente,énecessárioexaminaroestadodoprocessodeaprendizagemeconsiderá-loincompleto.Umateoriaunificadadatransferênciaeaprendizagempropõequeaaprendizagemconsistedeprática,descontextualização,formulaçãodeprincípios,recontextualizaçãoerealização.Todosospassosdesteprocessoprecisamserfacilitadoseorientadosporprofessorese,emúltimainstância,alcançadopelosalunos.Ensinarnestecontextopodeserdefinidocomomediaçãodaaprendizagem.Amediaçãoécaracterizadacomoumaaçãointencionaldoprofessorde"mudar"seusalunosdeacordocomosobjetivosquetranscendemosconteúdosimediatosebuscaumaaprendizagemsignificativa.


ReferênciasBibliográficas:
Gagne
Nisbett,Fong,LehmaneCheng,1988MeirBen-Hur,doIRISkylight,éresponsávelpeladisseminaçãodoPEInosEUA

*PalestraproferidanoIFórumInternacionalPEI
BahiaNovembrode2000

**MeirBen-HuréDoutoremEducação,especialistanoensinodaMatemáticaevice-presidentedaIRI-InternationalRenewalInstitute,USA

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
CDCP - Centro de Desenvolvimento Cognitivo do Paraná

Rua Deputado Mário de Barros, 1700 | Sala 116 | 80530-280 | Cutitiba - PR - Brasil
Fone/Fax: + 55 41 3022 8265
E-mail: marcia.cdcp@gmail.com
Todos os Direitos Reservados | Web Design: Enio Souza